quarta-feira, 31 de outubro de 2012



Não poderias começar da melhor forma. Conseguiste chegar finalmente ao vinte com que tanto querias pelo menos uma única vez começar o ano, e ainda por cima naquela disciplina que tu, por incrível que pareça, gostas: a matemática. Mas a verdade é que nenhuma delas te faz diferença, já que no fundo tu sabes que as tens de fazer. Que tens de concluir este dever que actualmente possuis com todo o mérito que tens tido. Resta-te continuar a fazer por isso. Sabes que mesmo sendo humilde, és ambicioso contigo próprio. Propões, e fazes. Custe o que te custar. Tens a noção que apenas depende de ti e, quando assim é, tu tens a certeza que consegues. Que és capaz. E tudo isto porque dás realmente de ti. Porque te esforças para fazer por isso. Até mesmo com todos aqueles maus-olhados que possuem inveja de ti. Porém, tu não ligas. Isso não te interessa, e nem chega sequer a incomodar-te. Passa-te completamente ao lado. E, se assim és, orgulha-te de ti. Afinal tu, mesmo sendo um ser imperfeito, és forte. És verdadeiramente alguém. És tu! Lembra-te disto, e sorri!


(P.s: desculpem-me a grande ausência que tenho tido perante os vossos cantos, e até mesmo do meu. Quando puder irei responder aos comentários que se encontram pendentes e, claramente, também visitar o vosso cantinho.)

24 comentários:

  1. Nunca devemos esquecer-nos dos nossos sonhos e acima de tudo, nunca devemos esquecer-nos de lutar para sermos felizes. Tudo depende de nós :)

    ResponderEliminar
  2. Já tentei mas.. não sei nunca se resolve...

    ResponderEliminar
  3. Escreveste isto para ti próprio? Está divinal.

    ResponderEliminar
  4. E que nunca falhem as forças para sermos nós. E que nada se perca no caminho até ao real.

    ResponderEliminar
  5. Só que o problema continua o mesmo pequeno!

    ResponderEliminar
  6. Está difícil encontrar essa solução :|

    ResponderEliminar
  7. Muito obrigada! Identifico-me no teu texto *.*

    ResponderEliminar
  8. Obrigada por teres sempre alguma coisa a dizer! A sério :') Obrigada! Qualquer coisa já sabes!

    ResponderEliminar
  9. Obrigada pelo apoio ;D
    beijinhos xana *

    ResponderEliminar
  10. Olha-te sempre, pois é sempre bom fazê-lo. Obrigada, beijinhos

    ResponderEliminar
  11. É o mal de para além de coração sermos razão.

    ResponderEliminar
  12. http://followyourdreamsalways00.blogspot.pt/2012/11/desafio-paricipem.html participa ^:p

    ResponderEliminar
  13. Acho que neste caso não é assim, não é só a distancia em metros que nos separa, é o afastamento que nos deixa cair e não ajuda a levantar. Obrigada por tudo anjo!

    ResponderEliminar
  14. Querer e lutar não chega, porque remar contra a maré não é fácil e enfim. Claro que tenho!

    ResponderEliminar
  15. É bem verdade isso que me disseste, por vezes gostamos de sofrer e de chorar porque em alguns casos o que queremos é que alguém apareça, no silêncio, e nos faça sentir que não estamos sós e por isso não temos motivo para sofrer.

    ResponderEliminar
  16. Eu gosto do difícil, só não gosto de sofrer, acho que ninguém gosta.

    ResponderEliminar
  17. Oh, muito obrigada pelo comentário, a sério :$ Espero ansiosamente que voltes a brindar-nos com os teus textos magníficos :)

    ResponderEliminar
  18. Fico contente que alguém ande a cuidar de ti! Ando bem :)

    ResponderEliminar
  19. não posso, são a minha familia, se os meus males fossem rapazes estava eu bem mais descansada...

    ResponderEliminar
  20. Obrigada pelas palavras. Tenho sentido a tua falta. Escreve!

    ResponderEliminar